Alimentos Cetogênicos - Apis Food Solution
CONTATO

Blog Apis

Alimentos Cetogênicos

Compartilhar é se importar!

A dieta low carb consiste em um espectro que vai desde a restrição mais severa, a dieta cetogênica ou “very low carb”, na qual se pode consumir de 20g a 50g diários, ou seja, menos de 10% de carboidratos, até a restrição moderada, em que até 45% das calorias ingeridas podem vir de carboidratos.

Os alimentos cetogênicos e a dieta low carb

Os alimentos cetogênicos fazem parte da dieta cetogênica ou Keto, essa dieta é conhecida como low carb, caracterizada por um elevado teor de gorduras, baixo teor de carboidratos e moderado de proteínas. A vantagem desse tipo de alimentação é que o alto teor de triglicerídeos na refeição, bem como a pouca disponibilidade de carboidratos faz com que o metabolismo tenha preferência pela betaoxidação, gerando uma concentração de corpos cetônicos (ácido acetoacético, ácido beta-hidroxibutírico e acetona) na corrente sanguínea, condição chamada de cetose. Quando o corpo entra nesta condição de cetose, alguns benefícios são observados, tais como:

  • Emagrecimento rápido: uma revisão de estudo feita pela Universidade Federal de Alagoas e publicada em 2013 no British Journal of Nutrition comparou 13 estudos realizados no mundo todo com dietas com restrição de gordura e concluiu que a dieta cetogênica é mais eficaz para perda de peso. A razão é que devido a privação de carboidratos, que são fonte de combustível primário, o corpo entra em estado de cetose e recorre ao estoque de gordura para manter seu funcionamento adequado. Fazendo com que a perda de peso seja mais perceptível em menos tempo.
  • Diminuição da retenção de líquidos: o peso eliminado com a dieta envolve também líquidos, reduzindo o desconforto do inchaço causado por esse acúmulo. 
  • Redução do risco de diabetes: a dieta Keto, inclusive, surgiu para ser auxiliar no tratamento de pessoas diabéticas por causa do controle dos níveis de insulina. Evita, ainda, situações de hipoglicemia.
  • Sensação maior de saciedade: se for bem planejada a ingestão de outros macro nutrientes – proteínas e gorduras – a dieta Keto é capaz de diminuir a fome inesperada, porque não há muita variação nos níveis de insulina.
  • Auxiliar no tratamento contra a epilepsia: é o que sugere a Associação Brasileira de Epilepsia (ABE), que indicam a dieta como aliada contra crises de epilepsia. A razão é por conta do consumo de gorduras boas, que atuam no metabolismo cerebral.
Alimentos Cetogênicos
Alimentos Cetogênicos

Alimentos que compõem a deita Cetogênica:

  • Ovos
  • Carnes
  • Peixes
  • Gorduras e óleos (Ghee, manteiga, azeite extravirgem e óleo de coco)
  • Nozes e sementes (amêndoa, amendoim, noz, coco e sementes de chia, linhaça, abóbora e girassol)
  • Ervas e temperos.

Alimentos vetados da dieta Cetogênica:

  • Leguminosas (lentilha, soja, ervilha, feijão, grão de bico)
  • Tubérculos (cenoura, batata, batata doce, mandioca e aipim)
  • Massas (pães, macarrão e alimentos com farinha branca na composição)
  • Doces açucarados e sucos.

A dieta cetogênica é considerada a versão com maior restrição de carboidratos das conhecidas dietas low carb, podendo ser consumido de 20g a 50g de carboidrato diariamente, o que significa menos de 10% das calorias ingeridas provenientes de carboidratos. Em função disso também é conhecida como “very low carb”.
Há também a dieta low carb com restrição moderada, em que até 45% das calorias ingeridas diariamente podem vir de carboidratos.

Atualmente no Brasil não existe regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para produtos classificados como low carb, por isso foi criado em 2018, pela Associação Brasileira LowCarb (ABLC), o selo LowCarb. Este selo, tem como objetivo auxiliar pessoas que necessitam de uma dieta low carb e cetogênica mais rigorosa, como os diabéticos, e controlar as informações existentes nas embalagens dos produtos low carb.

De acordo com a os critérios de regulamentação os ingredientes que a ABLC, considera inaceitáveis nos produtos cetogênicos são:

  • Açúcares: glicose; frutose; açúcar cristal; açúcar demerara; sacarose; açúcar invertido; açúcar de confeiteiro; açúcar mascavo; mel; agave; açúcar branco/refinado etc.;
  • Ingredientes in natura ou farinha de: trigo; milho; arroz; mandioca; batata; banana (verde); grão-de-bico; sorgo; polvilho; aveia; cevada; centeio;
  • Gorduras/Óleos: margarina; óleos vegetais extraídos de sementes, tais como: canola, girassol, soja e milho;
  • Adoçantes: maltitol; dextrose;
  • Qualquer tipo de açúcar em bebidas e produtos de panificação não fermentados.

Os alimentos que não conseguem obter este selo, podem estar classificados na dieta low carb moderada, podendo ser rotulados de acordo com a RDC N°54 como alimentos com açucares reduzidos ou baixo teor de açucares conforme a classificação obtida pela quantidade de carboidratos presentes no produto elaborado.

Júlia Raffi – Graduanda em Engenharia de Alimentos e Estagiária na Apis Food Solution


Acompanhe nossas Redes Sociais e fique dentro das novidades da Apis Food Solution

Facebook Comentários

shares